Aula Magna

9 de março de 2017 | Publicado em Arquivo de Notícias, Notícias | Comentários desativados

Alunos do curso de Direito participam de aula magna com Presidente do TJ-PR, desembargador Renato Braga Bettega

Prof. Carlos Eduardo de Athayde Guimarães e o desembargador Renato Braga Bettega

Na noite desta última terça-feira (07/03), os alunos do curso de Direito participaram de Aula Magna com o atual presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), o desembargador Renato Braga Bettega. A aula, cujo tema foi “O papel do Tribunal de Justiça no atual contexto brasileiro”, aconteceu no Auditório Prof. Oscar Joseph de Plácido e Silva, reunindo, além dos alunos, professores e os diretores da Fundação de Estudos Sociais do Paraná – FESP, do coordenador do curso de Direito, Prof. Gilson Bonato e dos alunos integrantes do CAPS – Centro Acadêmico De Plácido e Silva.

A abertura foi realizada pela prof.ª Ana Carolina Petenatti, que convidou o presidente da FESP, prof. Carlos Eduardo Guimarães; o diretor acadêmico, Prof. Élcio Orlando Calegari e o diretor administrativo-financeiro, prof. Luiz Fernando Ferreira da Costa para comporem a mesa e receberem o convidado da noite para o início da aula.

Após a execução do hino nacional, o desembargador Renato Braga Bettega iniciou sua fala trazendo aos presentes uma reflexão sobre a contemporaneidade, lembrando do conceito de “modernidade líquida”, proposto pelo recém falecido filósofo Zygmunt Bauman.

Sobre os assuntos pertinentes ao país, e especificamente à Justiça, Bettega propôs uma análise mais profunda do que “atribuir injustamente a crise apenas ao judiciário”, mas também levar em consideração o peso dos outros agentes e instituições no referido contexto.

Ainda sobre a atual situação do país, o desembargador lembrou uma das alegorias utilizada pelo escritor Dante Alighieri em sua obra “A Divina Comédia”, quando Dante – personagem homônimo do referido poema – tem seu caminho impedido por três feras: onça, leão e loba – interpretadas pelos críticos literários como, respectivamente: incontinência, violência e fraude.

Olhando para o futuro, Bettega enfatizou o papel da Justiça como “a guardiã da ética e da dignidade social”, recordando aos presentes, de maneira esperançosa, que tempos de crise também significam tempos de transição, cujo ideal se traduz em superação e novo vigor, apesar do árduo caminho.

Após a palestra, o presidente da FESP, prof. Carlos Eduardo de Athayde Guimarães, entregou ao presidente do TJ-PR um certificado pela aula proferida, presenteando-o também com um exemplar do livro que conta a trajetória dos 80 Anos da FESP, celebrados neste ano de 2017.

Os comentários estão encerrados.