Primavera FESP 2017

9 de novembro de 2017 | Publicado em Arquivo de Notícias, Notícias | Comentários desativados

Confira cobertura completa do evento que reuniu a nova safra de empreendedores paranaenses na FESP

Durante os dias 31 de outubro e 1º de novembro o Auditório FESP recebeu a quarta edição do Primavera FESP, que apresentou ao público uma programação marcada pela presença da nova safra de empreendedores paranaenses. Além da apresentação de cases e bate-papo, o evento contou com a oficina “Smart Cities? Como a Tecnologia Pode Resolver os Problemas da Cidade”, ministrada pela parceria FESP, Insônia e Redhook.

O primeiro dia de programação do evento contou com a abertura do diretor acadêmico da Faculdade FESP, prof. Élcio Orlando Calegari, que gentilmente deu as boas-vindas aos presentes e enalteceu a iniciativa. Após, subiu ao palco o anfitrião da noite, prof. Edison Luiz Dias, que sintetizou o objetivo do evento e ofereceu uma prévia da programação, chamando na seqüência a primeira atração da noite, Bruno Barros.

Fundador do Insônia – ouça o áudio e conheça a iniciativa -, Barros falou sobre sua experiência como voluntário no South by Southwest, tradicional festival de cinema, música e tecnologia que acontece na cidade de Austin – Texas (EUA), abordando as tendência pelo binômio “panorama da inovação” e “era da experiência”.

A próxima atração da primeira noite do Primavera FESP foi Marcia Cavalcante Rodrigues, vice-presidente da Curitiba Angels Investimento, que além de apresentar cases de empresas já apoiadas, explicou a diferença entre o “investimento anjo” – pessoa física, aporte pessoal – e o venture capital – pessoa jurídica, aporte acima de R$ 1 milhão. No áudio abaixo, Marcia Cavalcante fala sobre as motivações do investidor anjo e o tipo de contribuição que essa modalidade de investimento gera para o ecossistema empreendedor.

Professor da FESP, empresário, ator e um dos responsáveis pela realização do Primavera FESP 2017, Leonardo Oda subiu ao palco do Auditório FESP para falar sobre viralização na internet. Explorando a correlação entre técnica e conteúdo, o professor da FESP propôs o Funil de AIDA para delinear sua argumentação sobre o tema. Ao final, utilizou sua experiência pessoal na Rádio Transamérica e, principalmente, no podcast Muita Luta para exemplificar com gráficos o tema abordado.

Luiz Carlos Bitencourt fundou em 1993 a Fibracem, empresa com sede em Pinhais referência nacional de comunicação óptica. Ao apresentar sua carreira e a trajetória da Fibracem no Primavera FESP 2017, Bitencourt lembrou os presentes da importância do timing dos negócios e, sobretudo, do conhecimento. “Para empreender é necessário o conhecimento do produto (ou serviço) e a experiência nos processos necessários. O dinheiro é importante, mas não mais que o conhecimento naquilo que se está investindo ou empreendendo”, disse o empresário.

O Primeiro dia de programação foi finalizado pela apresentação de José Santiago, diretor de negócios da ETS – Educational Testing Service, organização sem fins lucrativos sediada em Nova York. Santiago falou sobre os projetos globais da ETS e da importância do idioma inglês em um mundo globalizado, sobretudo quando o tema empreendedorismo está na pauta de quase todos os países.

Segundo dia

A segunda noite de programação teve início com o case Beauty Date apresentado por Jorge Buczek, responsável pelo marketing desta startup curitibana que recebeu 7 milhões de dólares em investimento. Buczek enfatizou a importância de “colocar o cliente como centro da atenção dos negócios”, da importância de competências complementares dos sócios em um empreendimento e “de respeitar opiniões e crescer com elas”. No áudio abaixo Jorge oferece uma dica para todos aqueles que estão em busca de uma oportunidade.

O segundo case da noite foi a Caixa Colonial, clube de compras criado em Curitiba pelo empresário Jefferson Jess. A ideia consiste em um kit mensal de produtos coloniais, que seguem uma temática por cidade, levando ao consumidor o melhor da produção rural com informações sobre esses produtores, seus produtos e sobre o local de produção. A iniciativa já foi abordada em matérias jornalísticas em vários canais de comunicação – clique aqui para acessar o site da Caixa Colonial.

Formado em economia pela FESP, Marcos Juliano Ofenbock compareceu ao Primavera FESP 2017 para falar sobre o Pirata Zulmiro, nome adaptado ao português para William Saulmers, pirata inglês que viveu em Curitiba no século XIX. Conhecido como “Indiana Jones Curitibano”, Marcos Juliano também é conhecido pela criação do primeiro esporte paranaense, o Futsac, e por ser um dos responsáveis pela iniciativa popular do Voto Livre. Ouça o áudio abaixo e saiba mais sobre a busca pelo tesouro do pirata (quase) curitibano.

Atração principal da quarta edição do Primavera FESP, a youtuber Jessica Belcost apresentou à platéia do Auditório FESP sua trajetória de sucesso como produtora de conteúdo na internet. A youtuber com mais de 1 milhão de inscritos em seu canal contou que não faz vídeos apenas pelas visualizações, “mais do que isso, faço os vídeos para as pessoas que me seguem, que gostam daquilo que proponho”.

Dona do primeiro blog “Do it Yourself” do Brasil, Jessica contou sobre a evolução gradual na remuneração, criando parcerias com empresas e representando produtos. Em 2016 se tornou parte do casting permanente do programa “É de Casa” da Rede Globo de Televisão, apresentando suas criações ao lado de Patrícia Poeta. Abaixo Jessica Belcost oferece uma dica para aqueles que desejam ter sucesso em suas iniciativas no YouTube ou mesmo em qualquer carreira.

Após uma self entre convidados e platéia registrada no palco do Auditório da FESP, os convidados se reuniram para um bate papo, com perguntas propostas pelos professores anfitriões da FESP: Edison Luiz Dias e Leonardo Oda. A platéia também aproveitou para esclarecer suas dúvidas e ampliar sua rede de contatos, estabelecendo conversas após o encerramento das apresentações.

 

Os comentários estão encerrados.