Ciências Econômicas

Formação e Titulação
Bacharel em Ciências Econômicas
Duração Carga Horária Período
4 anos 3.000 horas Noturno
Autorização e Reconhecimento MEC
AUTORIZAÇÃO
Decreto-Lei nº 7.988, de 22/09/1945
RECONHECIMENTO
Decreto nº 24.187 publicado em 06/02/1948
Mensalidade
Clique aqui para ver a mensalidade.
Coordenador do Curso
Rodrigo Leite Kremer.
E-mail: kremer@fesppr.br
Telefone: 41 3028-6531
Corpo Docente
Adriane Cristina Ribas Setti - Mestre
Alcione Mazur - Mestre
Ary Elias Sabbag Junior - Mestre
Carlos Magno Esteves Vasconcellos - Doutor
Clarissa Bueno Wandscheer - Doutora
Emerson Leonardo Schmidt Iaskio - Mestre
Erasto Castilhos de Mellos - Mestre
João Candido Pereira de Castro Neto - Mestre
Jorge Eduardo Wekerlin - Meste
Marcelo da Silva Bento - Mestre
Marco Antônio Santoro Bara - Mestre
Martinho Martins Botelho - Doutor
Moroni Cordeiro - Doutor
Nivaldo Camilo - Mestre
Paulo Alberto Bastos Junior - Mestre
Rodrigo Leite Kremer - Doutor
Sandro Andriow - Mestre
Grade Curricular
Clique aqui para visualizar a Grade Curricular.

De acordo com resolução do NDE do Curso de Ciências Econômicas da FESP, a partir de 01/01/2014 o Curso de Ciências Econômicas passa a funcionar com nova Grade Curricular – desde já disponível aqui.

O que é

Um profissional com sólida formação acadêmica baseada nos aspectos teórico-quantitativos e históricos dos processos econômicos. Apto a realizar análises, projeções e a elaborar cenários relativos tanto à realidade econômica brasileira quanto internacional. Detentor de conhecimentos em Macroeconomia e Microeconomia, alia a sólida formação teórica com as ferramentas matemáticas e estatísticas indispensáveis à pesquisa acadêmica e à inserção na iniciativa privada em diversas áreas.

O que faz

Profissional com amplas oportunidades de inserção tanto no setor público quanto na iniciativa privada. No setor público os economistas se dedicam as atividades de planejamento econômico e as questões envolvendo a normatização e operacionalização das políticas monetária, fiscal e cambial. Na iniciativa privada, os economistas exercem atividades junto a empresas de diversos portes nas áreas estratégica, financeira, comercial, de supply chain, dentre outras.

Mercado de Trabalho

O curso de Economia da FESP é o mais tradicional do Estado do Paraná, sendo reconhecido pelo Decreto Federal nº 24.187 de 10 de dezembro 1947. A ênfase do curso é propiciar aos alunos a obtenção de sólida formação profissional, tornando-os aptos a superar os desafios do atual mercado de trabalho, tanto no setor público quanto no privado. Ao longo dos mais de 75 anos de história, nossos alunos exerceram cargos de destaque na iniciativa privada (tanto em empresas nacionais quanto multinacionais) e em instituições públicas municipais, estaduais e federais.

Campos de Atuação

No setor público há atraentes carreiras para os economistas em instituições como Tesouro Nacional, Receita Federal, Banco Central, BNDES, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, CVM, SUSEP, PREVIC, Tribunais de Contas (da União, dos Estados e de alguns Municípios), Agências de Fomento, Concessionárias de Serviços Públicos, Agências Reguladoras Federais e Estaduais (ANEEL, ANATEL, ANP, ANA), Tribunais de Justiça e Órgãos de Pesquisa e Planejamento (IPEA, IBGE, IPARDES, FEE, dentre outros).

Além disso, uma tendência crescente nas últimas décadas é atuação desses profissionais em bancos, seguradoras, financeiras e corretoras de valores e de câmbio.

Por fim, deve-se destacar o promissor mercado de trabalho para as atividades de consultoria em áreas como análise econômico-financeira de investimentos, viabilidade de processos de fusões e aquisições, reestruturação de passivos, fontes de financiamentos para projetos agroindustriais e de infraestrutura, perícia, arbitramentos, auditorias e recálculo de contratos.

O curso de Ciências Econômicas teve seu início em 15 de fevereiro de 1938, sendo reconhecido pelo Decreto Federal nº 24.187, de 10 de dezembro de 1947. Curso com duração de 4 anos, em período noturno.

Os comentários estão encerrados.